Cravo e Canela

sábado, 12 de abril de 2008

Nenhum crime é totalmente perfeito.
O que pode ocorre é a morosidade no processo, descobrir algo é necessário muita paciência e cuidado, para não cometer injustiça.
O grau de brutalidade em alguns crimes me assusta.
Quando você torna-se mãe, tudo muda de figura, o medo de morrer é algo inerente, imaginar que seus filhos podem ficar sendo cuidados por um tipinho qualquer, que talvez não tenha sensatez dos valores da vida mesmo que esse "Ser" tenha tido o previlégio de gerar vida dentro dela.

A mente humana é algo muito complexo, entender como mães conseguem matar seus próprios filhos, como elas conseguem jogar no lixo, rios, pela janela. Como é possível largar na porta de alguém que nem se sabe a capacidade daquela família, mães que torturam, batem com qualquer instrumento, queimam... são tantas as possibilidades na cabeça para fazer à maldade. Eu creio que um "Ser" como esse é amedontrado pela falta de felicidade... deveria atentar contra a sua própria vida e não contra a dos inocentes indefesos, deve ser por isso?! Indefesos. Geralmente pessoas assim, são tão fracas que não terão condição alguma para guerrear com pessoas do mesmo tamanho, vai perder sempre. É isso ai! perdedores, incapazes, molucos, insetos... são tão insignificantes que finar-se não faria a menor falta, seria um favor.
Tenho Fé que Deus é Fiel, justo e julgador melhor não há. Saberá julgar, se não aqui na terra, mas no céu, porque a justiça tarda mas não falha, eu espero ansiosa pelo juízo final, e olhar a fila daqueles que são apenas capa.... tentando um perdão para ter o paraíso e a vida eterna. A fila deve ser grande.
(...)Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus. Mt 19:14.

Meus filhos são como pedras preciosas que ofuscam meus olhos com o maior prazer desse mundo, são o bem maior da minha vida. Cravo, girassol e a miosótes.

beijim

1 comentários:

Bete Brito

Oi ,
Eu fiquei surpresa e feliz de ver minha tela em seu blog, obrigado.
Quando eu pintei esta tela eu assinava Beth Murata, hoje assino Bete Brito.
Muito Obrigada, eu gostei do seu texto.
Beijos no coração
Bete Brito